Iniciativa Empresarial pela Igualdade ganha reforço do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Na noite desta segunda-feira (14), empresários, representantes do governo e da sociedade civil se reuniram no auditório da Faculdade Zumbi dos Palmares para celebrar a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre a Faculdade e a Secretaria de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Uma parceria no contexto da Iniciativa Empresarial pela Igualdade.

O ministro da pasta Marcos Pereira; o reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente; o presidente executivo da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), Sérgio Paulo Gallindo; o representante da Associação Brasileira Biotecnologia Industrial (ABBI), Thiago Falda; a representante da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (ANPEI), Marcela Chami Gentil Flores; e Fabiana Espinosa, representando Bradesco, compareceram à solenidade que firma a união de esforços, competências e conhecimentos técnicos para o desenvolvimento de ações conjuntas voltadas à promoção da igualdade racial nas empresas.

O reitor José Vicente falou sobre a relevância do momento. “Este é um dos mais importantes e revolucionários momentos do nosso país. Enquanto assistimos os recentes acontecimentos nos Estados Unidos devemos entender que em certa medida, parte do que tem acontecido lá também acontece aqui, pois somos obrigados a reconhecer e constatar que ainda estamos longe da igualdade. E, para encaminhar uma condução diferente para esta situação há dois anos estamos à frente desta Iniciativa”, destacou Vicente, que indicou quais serão as próximas ações do projeto: “Iremos reunir os presidentes das empresas participantes da Iniciativa para que estimulem os que ainda não estão inseridos e além disso, trabalhem com seus times internos a quebra de barreiras, inclusive em suas cadeias de fornecedores”.

A Iniciativa Empresarial pela Igualdade irá atuar em duas frentes: a Faculdade irá qualificar jovens negros através do Banco de Talentos, Negócios e Empreendedorismo Afroétnico e haverá ainda a Compra Empoderável, que tem por objetivo fomentar empresas a realizar compras do grupo de empreendedores do Banco de Talentos.

O representante da República, ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, falou sobre as expectativas com a assinatura do acordo. “Dentre atribuições deste acordo temos a qualificação de homens e mulheres negros. Uma Iniciativa que busca diminuir a diferenciação no quadro das empresas, sobretudo nos cargos de liderança”, e continuou: “Nosso ministério pode contribuir muito com este projeto, como, por exemplo, através do Pronatec”, observou o ministro.

Para o presidente executivo da Brasscom a Iniciativa é “um marco que deve ser replicado em vários ambientes”. Gallindo agradeceu ao reitor da Zumbi dos Palmares pelo convite para participar do projeto. Com a adesão, um grupo de 40 empresas da Brasscom passa a integrar a Iniciativa. “Hoje está provado que a diversidade é um grande ativo de nossa sociedade. Estamos aqui compondo um pacto para superar a falta de oportunidade dos negros”, afirmou Gallindo.

 

“Cientes de que a diversidade de perfis é importante para o setor corporativo é com prazer que aderimos a esta Iniciativa, para que a pluralidade étnica se amplie nas empresas”, destacou Thiago Falda, da ABBI.

A Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) também tornou-se signatária do projeto e assim como o ministério da Indústria, a Brasscom e a ABBI, passam a integrar o grupo de empresas e instituições que compõe a Iniciativa Empresarial pela Igualdade: Ministério da Educação, TRT da 15ª Região, OAB Federal, OAB/SP, Fundação Banco do Brasil, Fecomercio, Febraban, Itaú, Santander, Universia, Bradesco, Dow Quimica, Dupont, Google, Unilever, Coca-Cola, Microsoft e Magazine Luiza.

Motivação

O ministro Marcos Pereira se dirigiu aos estudantes presentes no auditório da faculdade Zumbi dos Palmares e relatou sobre sua história pessoal de vida. “Tenho a pele clara, mas sou filho de uma negra”, disse.

Pereira contou sobre ter sido adotado ainda recém-nascido, após a mãe biológica, que engravidara do patrão da residência onde trabalhava como empregada doméstica ter escondido a gravidez e fugido para o Espírito Santo, no 7º mês de gestação.

O ministro foi criado pela avó paterna após a separação dos pais adotivos e durante anos teve apenas um registro de tutela como documento. “Somente aos 19 anos quando fui me casar obtive minha certidão de nascimento, por um único dia. Pois como iria me casar logo a substituí pela certidão de casamento”, ressaltou.

“Nasci e cresci em um ambiente adverso. Hoje sou professor, pós-graduado, autor de livros e atualmente estou como ministro. Por mais adversidades que enfrentem se tiverem fé em Deus e em vocês mesmos irão vencer, como eu venci”, concluiu o ministro.

Fonte: http://afrobrasileiros.net.br/2017/08/15/governo-sociedade-civil-e-empresas-se-unem-em-iniciativa-para-promover-a-igualdade-racial/

 

Afrobrasileiros.net - 17/08/2017


Assessoria de Imprensa

Luély Vaz Barbosa
(11) 3524-7900
comunicacao@brasscom.org.br

NEWSLETTER

Cadastre abaixo seu nome e seu e-mail para receber a newsletter da Brasscom.

E-mail cadastrado com sucesso!